19 de julho de 2013 Lelo 0Comment

Olá meninas!

 

Hoje o papo não vai ser tão descontraído.

Algumas Pynks foram enganadas no Paraguai recentemente. Compraram mecadorias falsificadas, algumas muito bem falsificadas, temos que admitir.

O que eu peço é: Desconfie do produto muito barato.

 

mulher-lupa

 

Diferenças maiores que R$ 50,00 ou U$25,00 já denunciam produto de qualidade duvidosa.

 

Pode parecer dificil, mas eu vou tentar exemplificar porque a variação de preços no Paraguay é tão pequena.

 

Enquanto no Brasil, uma empresa geralmente compra uma mercadoria por R$ 100,00 e vende por R$ 180,00 ou R$ 160,00 no Paraguay as empresas focam muito mais no giro rápido do estoque, com lucro menor. No caso eles compram por R$100,00 e vendem por R$130,00.

Claro que, no caso de importadores essa margem seria maior… eles comprariam por R$85,00 e venderiam por R$130,00… mas especificamente no caso de um loja que faz importações diretas.

Por isso que eu ouço tanto as pessoas dizendo: ” Nossa, o preço era R$ 130,00 e com desconto ficou R$ 128,00, é ridículo um desconto tão pequeno!”

Não é ridiculo não gente, é a realidade do mercado local, esse nosso costume de descontos de  10% ou mais não existe no comércio do Paraguay.

Esta semana, uma amiga ( beijo Kaie!) que é gerente de uma loja no Paraguay amparou turistas que foram enganados, indicou a eles a delegacia do turista e, felizmente, eles foram ressarcidos do valor. Ela fez uma foto, que eu roubei lindamente do nosso grupo no Facebook, mostrando os produtos:

 

1003010_10151758491287039_334903738_n

 

Ok, o Samsung S4 Preto – que é original, e o Branco – de mentirinha, até são parecidos… Mas o I-phone verde é treva né?

 

Então, anotem algumas dicas:

 

1) NENHUMA, repito NENHUMA loja séria entrega mercadoria no Brasil. Esta prática é crime.

2) Grandes diferenças de valor indicam que o produto pode ser falsificado.

3) Não confie nos “guias” que se oferecem para levar nas lojas. Eles ganham comissão sobre suas compras, e não vão te levar em boas lojas, vão levar nas lojas que pagam eles. Se fossem boas lojas, não precisavam pagar nada.

4) Se você não conhece o produto original, pesquise sobre ele antes de viajar, analise em diversas lojas.

5) Verifique todos os itens na hora que retirar a mercadoria, na frente de quem te entregou.

 

Pra saber mais, deixo dois links, um em português e um em espanhol, sobre as denúncias de lojas que vendem produtos falsificados:

 

Português:

 

http://www.radioculturafoz.com.br/site/noticia.php?noticia=2050%3Abrasileiros-denunciam-venda-de-mercadorias-falsificadas-no-paraguai

 

Espanhol:

 

http://www.vanguardia.com.py/v1/index.php/edicion-impresa/policiales/item/6878-comerciantes-contin%C3%BAan-estafando-a-turistas-que-visitan-ciudad-del-este

 

Por enquanto é só peruada, força na peruca!

 

Bença!