31 de agosto de 2017 Lelo 0Comment

Pessoa que me lê,

Vamos tomar um chá?

Antigamente o blog publicava mais coisas com valores, as lojas também indicavam mais preços nas postagens…

E não somente aqui, mas também no Grupo do Facebook.

Dae sempre aparece alguém reclamando, enchendo o saco mesmo, gritando:

“POR QUE NÃO COLOCA O PREÇO?”

“O QUE QUE CUSTA COLOCAR O PREÇO?”

Primeiro de tudo, o porque:

Tem gente – MUITA gente – que não sabe ler todas as informações, principalmente as datas. E aí houveram pessoas fazendo escândalos, gritaria e reclamação nas lojas.

Isso faz com que as lojas tenham irritações, essa indisposição não é legal pra nenhuma das partes.

Foi por isso que eu decidi não publicar valores exatos nas minhas matérias (nas dicas de turista eu coloco o valor que a pessoa divulgou).

E antes de você cacarejar sobre direitos de consumidor, propaganda enganosa e qualquer outra bandeira de “coitadinho de mim, você não pode fazer isso”… deixa eu jogar uma realidade na sua carinha:

As leis brasileiras NÃO SÃO as mesmas no Paraguay então eu mesmo não sei se é válida a máxima de que o preço anunciado deve ser honrado pelo lojista, contudo uma coisa eu sei, pois eu já tive uma conversa com uma gerente de uma grande loja e eu descobri que eles não tem obrigação de cumprir as leis do Paraguay quando o reclamante é de outra nacionalidade. Então eles procuram fazer um “balanço” entre os direitos de ambos países.

O que isso significa? Que se você chega fazendo muvuca, toda trabalhada na rainha da sucata, bem bagaceira e escandalosa… Eles podem simplesmente optar pelo meio mais difícil.

Mas eu tenho fé que você que me leem são tutti bonna gente, e que caso tenham algum problema vão chegar bem princesas, bem Barbiezinhas e educadamente chegar num acordo com qualquer que seja a loja.

Agora, se você foi passada/o para trás, se te venderam uma coisa e te entregaram outra, se não estiverem cumprindo com o que você acredita que seja o justo, já ensinei: Na própria aduana tem a “POLICIA DO TURISTA” vai lá e faz sua reclamação e eles vão junto resolver.

Agora a parte dois… “Custa colocar o preço na postagem?”

Custa toda essa irritação superior, por que as pessoas são relaxadas e preguiçosas e não prestam atenção nos detalhes.

Não existe nada mais capitalista do que vir para o Paraguay comprar coisas substancialmente mais barato do que no Brasil, então entenda uma coisa: Os preços podem mudar.

No final do ano por exemplo, um item que custa normalmente U$ 2,00 pode subir pra U$ 8,00 – sim, eu já vi isso acontecer. E não é propaganda enganosa, se está em falta, as lojas vão aproveitar pra subir o preço e lucrar mais.

Agora o que eu queria que fosse compreendido é que: É muito mais caro NÃO colocar o preço na postagem. Isso é óbvio, mas as pessoas não raciocinam, quando uma empresa opta por não colocar valor em suas divulgações ela automaticamente cria a necessidade de ter um funcionário para responder as redes sociais, para mandar mensagens nos meios que ele escolhe para fazer contato com clientes (seja Skype, WhatsApp, chat em site ou via FanPage do Facebook.)

Sem contar que aqui mesmo no PYnk temos o Lojas no Paraguai, um parceiro (o banner tá aí na direita no computador, ou lá embaixo nos dispositivos móveis) que compila listas de preços de diversas lojas.

O pulo do gato é: o Paraguai Pink fala das lojas onde você pode comprar tranquilamente, então você já pesquisa os valores sabendo quais as empresas você deve usar como referência. Sem contar que, quase todas as lojas confiáveis tem seus próprios sites, é só pesquisar no Google.

Então era só isso que titio queria esclarecer.

#Bença!